Introdução



  O CONCURSO DE CANTO LÍRICO DA FUNDAÇÃO ROTÁRIA PORTUGUESA está de regresso para a 11ª edição. Desde 2007, um conjunto relevante de jovens cantores líricos portugueses têm sido contemplados com o apoio oferecido pela Fundação Rotária Portuguesa e pelas demais entidades associadas a este Concurso. Ao fim de dez edições, organizadas com persistência e empenho, estamos em crer que o CONCURSO DE CANTO LÍRICO DA FUNDAÇÃO ROTÁRIA PORTUGUESA se constitui já, como um imprescindível momento de encontro, a nível nacional, para os jovens cantores. A realização desta nova edição afigura-se-nos particularmente importante no contexto das circunstâncias actuais, que decorrem da pandemia global que atingiu todas as nações. É manifestamente preocupante a situação de precariedade que afecta artistas e outros agentes e instituições culturais. Em demasiados casos, trava-se uma luta desigual e injusta pela mera sobrevivência e se, enquanto sociedade, claramente nos recusamos a abdicar da fruição cultural, então, compete-nos cuidar da geração que nos dará os artistas futuros, cantores e pianistas. É para eles que dirigimos os nosso esforço. Faremos por concretizar este nosso objectivo, seguindo atentamente a evolução da situação pandémica no país e respeitando as determinações das autoridades competentes.


  Não somos, por conseguinte, alheios à importância de que se reveste este incentivo para o aperfeiçoamento artístico dos cantores que, em início de carreira, trilham um percurso profissional exigente e extremamente competitivo, onde nem sempre abundam as oportunidades de trabalho, designadamente no nosso país. O intercâmbio de experiências artísticas é fundamental no percurso pré-profissional destes cantores, tornando praticamente inevitável a procura fora do país de programas de aperfeiçoamento artístico e de pós-graduação, a frequência de estúdios de ópera, ou de outros estágios de formação, de maior ou menor duração. Para prossecução destes objectivos, os laureados nesta prova são contemplados com bolsas de estudo, generosamente patrocinadas por entidades convidadas pela Fundação Rotária Portuguesa.


  As nossa expectativas são, por conseguinte, as mais elevadas para esta nova ronda pela expressão mais jovem do canto lírico nacional, continuamente alimentada por novas e excitantes vozes.


  Os nossos agradecimentos vão para as entidades que, partilhando destes objectivos, nos apoiam através da constituição de cada uma das Bolsas de Estudo. Para os concorrentes em prova, formulamos votos para que sejam bem sucedidos e que esta edição do Concurso se revele a todos os níveis uma experiência gratificante.


A comissão organizadora.

Comissão de Honra


Presidente da Câmara Municipal de Lisboa
Dr. Fernando Medina
Presidente da Fundação Centro Cultural de Belém
Dr. Elísio Summavielle
Presidente da Câmara Municipal de Cascais
Dr. Carlos Carreiras
Directora da Casa de Portugal-André de Gouveia, Paris
Professora Doutora Ana Paixão
Governador do Distrito Rotário 1960
Companheiro Roberto Carvalho
Governador do Distrito Rotário 1970
Companheiro Sérgio Garrido Almeida
Presidente da C.E. da Fundação Rotária Portuguesa
Companheiro José Rolim
Patrocinador do Prémio “Melhor Acompanhamento ao Piano”
Rotary Club Porto-Foz
Patrocinador Bolsa de Estudo “Maria Antonieta Taveira"
Companheiro Paulo Taveira de Sousa
Patrocinador da Bolsa de Estudo “Professora Joana Silva”
Professor António Wagner Diniz
Patrocinador da Bolsa de Estudo “NUCASE”
Companheiro António de Jesus Nunes
Patrocinador da Bolsa de Estudo “Cascais Villa Shopping Center”
Companheiro José Romão
Diretora da Agência de Viagens Via Vitória
Fernanda Pires
Directora da Escola Artística de Música do Conservatório Nacional
Professora Lilian Facio Kopke
Presidente da Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo
Professor Doutor António Augusto Aguiar
Presidente do C.E. do Conservatório Regional de Ponta Delgada
Drª. Isabel Albergaria
Presidente do C.E. da EBS Tomás de Borba (Angra do Heroísmo)
Dr. Leandro Viriato de Sousa
Presidente da EBI Francisco Ornelas da Câmara
Dr. Rodolfo Paulo França
Presidente do Rotary Club Lisboa-Estrela
Companheira Fernanda Coutinho
Presidente do Rotary Club de Cascais-Estoril
Companheiro PDG Gomes de Almeida
Presidente do Rotary Club Porto-Foz
Companheiro Manuel Névoa
Presidente do Rotary Club de Ponta Delgada
Companheira Alda Medeiros e Sousa
Presidente do Rotary Club de Angra do Heroísmo-CPM
Companheiro Aurélio Fonseca

O Concurso


1. Podem candidatar-se estudantes de canto e jovens profissionais em início de carreira, de nacionalidade portuguesa, cuja idade, em 20 de Novembro de 2020, se situe entre os 18 e os 33 anos (inclusive).

2. Os concorrentes devem fazer-se acompanhar por um pianista de sua escolha, encorajando-se a apresentação de duos com um historial de trabalho conjunto.

3. Na Prova Final, os pianistas de nacionalidade portuguesa, com idade entre os 18 e os 30 anos (inclusive) à data de 20 de Novembro de 2020, são elegíveis para a Bolsa de Estudo a atribuir ao melhor pianista acompanhador.

4. O Concurso de Canto Lírico da Fundação Rotária Portuguesa encontra-se vedado aos 1º classificados nas suas edições anteriores. Do mesmo modo, não serão considerados elegíveis para a Bolsa de Estudo de Acompanhamento ao Piano, os vencedores de edições anteriores.

5. A inscrição deverá ser formalizada, exclusivamente, via e-mail, para o endereço electrónico do Concurso, em concursocantofrp@gmail.com

6. Com a Ficha de Inscrição (preenchida on line em www.concursocantofrp.com, ou digitalizada a partir da que se inclui no presente Regulamento), o candidato deverá enviar:
  a) fotografias individuais e com boa resolução do cantor e do pianista (retrato/headshot), em formato JPG, PNG ou GIF;
  b) biografias resumidas do cantor e do pianista (em formato Word, com máximo de 100 palavras cada, sob pena de sofrerem corte indiscriminado);
  c) cópias do Cartão de Cidadão de cada um dos participantes;
  d) gravação audio recente com os conteúdos requeridos para a 1ª etapa, em ficheiro electrónico com qualidade (formatos MP3, AAC, WAV). Não são aceites ficheiros com imagem.

7. Em cada prova, o programa será sempre apresentado sem interrupção, pela ordem escolhida pelo candidato e, de memória (excepção possível apenas para a ária de Oratória ou de Cantata).

8. As Bolsas de Estudo estabelecidas são atribuídas aos concorrentes selecionados para a Prova Final. O Júri reserva-se o direito de não atribuir determinada Bolsa de Estudo, se considerar que o nível pretendido não foi atingido.

9. As decisões do Júri são finais e sem direito a recurso.

10. Despesas com deslocações e estadia são a cargo dos concorrentes.

11. A Comissão Organizadora reserva-se o direito de cancelar a realização do Concurso, caso se agravem as condições de Saúde Pública no país, decorrentes da covid-19, e as autoridades competentes legislarem nesse sentido.

12. As Provas do Concurso são abertas ao público em geral, estando, no entanto, condicionadas à lotação máxima e às condições de acesso estabelecidas para cada sala pelas respectivas instituições.

13. Com a atribuição de Bolsas de Estudo pretende-se promover o contínuo aperfeiçoamento artístico dos concorrentes que se distinguirem.

14. Os laureados distinguidos na Prova Final, deverão enviar à Fundação Rotária Portuguesa um programa de estudos indicativo da forma como irão aplicar o montante da Bolsa de Estudo que lhes é atribuída, o qual poderá concretizar-se através da frequência de cursos de curta ou de longa duração.

15. Os cantores laureados dispõem de um período de dois anos para a utilização do valor total das Bolsas de Estudo que lhes são atribuídas, exigindo a Fundação Rotária Portuguesa, os respectivos comprovativos.

16. A organização do Concurso fica detentora dos direitos de gravação audio e vídeo, fotográficos e de difusão, pela rádio, televisão e internet, das provas dos candidatos, não sendo por isso devido qualquer pagamento aos concorrentes e seus pianistas.

18. Os concorrentes laureados comprometem-se a participar posteriormente, sem que haja lugar a qualquer forma de remuneração, numa Gala de Laureados, em local e data a anunciar. Para este fim, serão asseguradas as despesas de transporte, alimentação e eventual alojamento.

19. Ao assinar a Ficha de Inscrição, o candidato declara estar de acordo com este Regulamento.

1º Classificado

Bolsa de Estudo Cidade de Lisboa 5 000€

2º Classificado

Bolsa de Estudo Fundação Rotária Portuguesa 3 500€

3º Classificado

Bolsa de Estudo Governadores dos Distritos Rotários 1960 e 1970 2 000€

Votação do Público

Bolsa de Estudo Maria Antonieta Taveira 500€

Melhor Interpretação de Canção Portuguesa

Bolsa de Estudo Nucase 300€

Melhor Interpretação de Canção Estrangeira

Bolsa de Estudo Cascais Villa 300€

Melhor Interpretação de Ária de Ópera

Bolsa de Estudo Professora Joana Silva 300€

Melhor Pianista Acompanhador

Bolsa de Estudo Rotary Club de Cascais-Estoril 500€

O vencedor da 11ª edição do Concurso de Canto Lírico da Fundação Rotária Portuguesa, será igualmente contemplado com o seguinte prémio:
• convite para a realização de um Recital na Casa de Portugal, na Cité Internationale Universitaire de Paris (despesas de viagem e estadia) (Prémio Casa de Portugal – André de Gouveia).

• O concurso desenrola-se em 4 etapas:


1ª ETAPA: PRÉ-SELECÇÃO
• Os candidatos são convidados a remeter à organização as gravações audio especificadas no capítulo seguinte (4. Programa), nos formatos MP3, AAC ou WAV. Não são aceites ficheiros com imagem.

• Uma comissão artística designada pelo Presidente do Júri da Final ouvirá as gravações remetidas, elegendo, de entre os candidatos, um número de concorrentes nunca superior a 36.

• Candidatos detentores de um 1º Prémio em Concursos de Canto nacionais ou internacionais, obtido desde 2018 (inclusive), são dispensados do envio de gravação, sendo admitidos directamente à 2ª etapa. Para tal, devem remeter ao Presidente do Júri, no acto da inscrição, uma cópia do diploma comprovativo da atribuição do prémio.

2ª ETAPA: PROVAS ELIMINATÓRIAS

• Os concorrentes prestarão esta Prova Eliminatória na cidade que se encontre mais próxima do seu local de residência. Os concorrentes serão distribuídos por grupos, cada um com o máximo de 12 cantores e um mínimo de 6 nas Eliminatórias de Cascais e do Porto, e um máximo 6 e mínimo de 3 cantores nem ponta Delgada e Angra do Heroísmo.

• Poderão verificar-se excepções ao disposto no ponto anterior:
a) por necessidade de equilibrar o número de participantes em cada uma das três Eliminatórias
b) mediante pedido expresso e fundamentado por parte do concorrente anexo à ficha de inscrição.
Estas duas situações serão objecto de decisão por parte do Presidente do Júri, ouvida a comissão organizadora.

3ª ETAPA: SEMIFINAIS

• Os concorrentes seleccionados nas Eliminatórias de Cascais e nos Açores, competirão na Prova Semifinal de Lisboa que admitirá um máximo de 8 cantores (6 de Cascais e 2 dos Açores).

• Os concorrentes seleccionados na Provas Eliminatória do Porto, competirão na Semifinal realizada no Porto, que admitirá um máximo de 6 cantores.

4ª ETAPA: FINAL

• A Prova Final realizar-se-á em Lisboa, com um número máximo de 7 concorrentes (4 seleccionados na Semifinal de Lisboa e 3 na Semifinal do Porto)

• Com excepção do material enviado para a Pré-Selecção, os concorrentes não poderão apresentar a mesma peça duas vezes.

• O programa remetido não poderá sofrer alterações após dia 18 de Outubro, data limite para recepção das inscrições.

• Em cada prova, o(a) concorrente deverá apresentar-se em, pelo menos, duas línguas distintas.

• As árias de ópera com recitativo ou cabaletta devem ser apresentadas integralmente.


PRÉ-SELECÇÃO (Audição gravada) 1ª ETAPA

• Uma Canção de Câmara em língua portuguesa e de compositor português.

• Uma Ária de Ópera


PROVA ELIMINATÓRIA 2ª ETAPA

• Uma Canção de Câmara em língua estrangeira e de compositor estrangeiro (Lied, Mélodie, Song, etc.)

• Uma Ária de Ópera


PROVA SEMIFINAL 3ª ETAPA

• Uma Ária de Oratória ou de Cantata

• Uma Ária de Ópera


PROVA FINAL 4ª ETAPA

• Uma Canção de Câmara em língua portuguesa e de compositor português

• Uma Canção de Câmara em língua estrangeira e de compositor estrangeiro (Lied, Mélodie, Song, etc.)

• Uma Ária de Ópera

PRÉ-SELECÇÃO

Inscrição e recepção das gravações: até 18 de Outubro de 2020, às 24:00 horas.

Os concorrentes pré–seleccionados serão informados até ao dia 2 de Novembro de 2020, por e-mail ou por telefone, da data/hora e local onde decorrerão as respectivas provas.

PROVAS ELIMINATÓRIAS

Ponta Delgada 20 Novembro 17:00 Conservatório Regional de Ponta Delgada
Angra do Heroísmo 21 Novembro 21:00 Palácio dos Capitães Generais
Cascais 28 Novembro 17:00 Centro Cultural de Cascais
Porto 28 Novembro 17:00 Salão Nobre da ESMAE

PROVAS SEMIFINAIS

Lisboa 2 Dezembro 17:00 Centro Cultural de Cascais
Porto 2 Dezembro 17:00 Salão Nobre da ESMAE

PROVA FINAL

Lisboa 5 Dezembro 17:00 Centro Cultural de Belém (Pequeno Auditório)

n.b. A informação relativa aos resultados de cada prova será publicada no site e na página de facebook do Concurso.

PROVA FINAL Lisboa

António Wagner Diniz Cantor lírico, professor na EAMCN (Presidente)
Marina Ferreira cantora lírica
António Salgado cantor lírico, professor na ESMAE
Rui Taveira Cantor lírico, professor na ESMAE
Elsa Saque Cantora lírica, ex-professora na ESML
José Brandão Pianista, professor na EAMCN
Angel Gonzalez Pianista, professor na ESMAE
Carmen Subica cantora lírica, professora do CRPD
Mário João Alves Cantor lírico
Jaime Mota Pianista

PROVAS SEMIFINAIS

LISBOA
António Wagner Diniz
Elsa Saque
Marina Ferreira
José Brandão
Carmen Subica
Porto
António Salgado
Rui Taveira
Angel Gonzalez
Mário João Alves
Jaime Mota

PROVAS ELIMINATÓRIAS

Cascais
António Wagner Diniz
Elsa Saque
Marina Ferreira
José Brandão
Porto
António Salgado
Rui Taveira
Angel Gonzalez
Mário João Alves
Jaime Mota
PONTA DELGADA
Carmen Subica
Brigida Ferreira
Helena Ferreira
Angra do Heroísmo
Luísa Alcobia Leal
Ana Paula Pereira
Yaroslava Russel
Alla Lanova

CONTACTOS


Comissão Organizadora


11º Concurso de Canto Lírico da FRP

Escola Artística de Música do Conservatório Nacional

instalações provisórias: Rua Alexandre Sá Pinto, 85, 1300-086 Lisboa

Telefone: 966 627 023

e-mail: concursocantofrp@gmail.com

www.concursocantofrp.com

* descarregue aqui o cartaz do concurso ( foto/design: João Vasco)

Fundação Rotária Portuguesa R. João Machado, 100, salas 303/304, Apartado 239, 3001-903 Coimbra

Centro Cultural de Belém Praça do Império, 1449-003 Lisboa

Centro Cultural de Cascais Avenida Rei Humberto II de Itália, 16, 2750-800 Cascais

ESMAE – Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo Rua da Alegria, 503, 4000-046 Porto

Conservatório Regional de Ponta Delgada Rua Ernesto do Canto, 1A, 9500-312 Ponta Delgada, Açores

EBS Tomás de Borba Caminho do Meio de São Carlos, 9700-222 Angra do Heroísmo




Representantes das instituições:

Lisboa (coordenação geral)

Companheiro José Coelho | Fundação Rotária Portuguesa

Companheiro Fernando Medeiros Sousa | Rotary Club de Lisboa-Estrela

Professor José Brandão | Escola Artística de Música do Conservatório Nacional

Drª Paula Fonseca | Fundação Centro Cultural de Belém



Porto

Companheira Cristina Henriques | Rotary Club do Porto-Foz

Professor Rui Taveira | Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo



Cascais

Companheiro Pedro Barbudo | Rotary Club de Cascais-Estoril



Açores

Companheira Maria Canto Tavares | Rotary Club de Ponta Delgada

Companheiro Paulo Caetano Ferreira | Rotary Club de Angra do Heroísmo-CPM

Professora Carmen Subica | Conservatório Regional de Ponta Delgada

Dr. Sérgio Peixoto | Escola Básica e Secundária Tomás de Borba (Angra do Heroísmo)



Organizado sob os auspícios de

Site Logo


FUNDAÇÃO ROTÁRIA PORTUGUESA

INSTITUIÇÃO PARTICULAR DE SOLIDARIEDADE SOCIAL
Membro Honorário da Ordem de Mérito


Apoios e Organização